Sábado, 25 de Junho de 2022
28°

Poucas nuvens

Itacoatiara - AM

Tecnologia Amazonas

Edital lançado pela Fapeam, Fapero e Fiocruz fomenta pesquisas na Amazônia

Com investimentos de R$ 7,1 milhões, Inova Amazônia apoiará projetos de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação

09/05/2022 às 14h50
Por: Portal R5 Brasil Fonte: Secom Amazonas
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Secom Amazonas
Foto: Reprodução/Secom Amazonas

Com investimentos de R$ 7,1 milhões, Inova Amazônia apoiará projetos de pesquisa, desenvolvimento tecnológico e inovação

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) uniu-se a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Fundação de Amparo à Pesquisa de Rondônia (Fapero) e lançaram em conjunto, nesta segunda-feira (09/05), o edital do Programa Inova Amazônia. A iniciativa conta com investimento da ordem de R$7,1 milhões, recursos oriundos das três instituições, para fomentar projetos de pesquisas, de desenvolvimento tecnológico e de inovação voltados para a região Amazônica. A solenidade foi realizada no formato virtual, com transmissão no canal do Youtube da Fiocruz.

O Programa Inova Amazônia receberá propostas oriundas do Instituto Leônidas & Maria Deane (ILMD/Fiocruz Amazônia) e da Fiocruz Rondônia, em parceria com instituições de ciência, tecnologia e inovação dos dois estados. Os projetos a serem apresentados poderão ter como temáticas a biodiversidade amazônica, vigilância, controle e tratamento de doenças tropicais e/ou negligenciadas ou emergentes na Amazônia.

Além de temas relacionados à equidade e o bem-estar de populações em vulnerabilidade, residentes na Amazônia e na Pan-Amazônia, países que têm a floresta amazônica em seu território, assim como propostas visando o desenvolvimento regional e que abordem soluções que estimulem a integração de serviços de saúde, entre outros.

Na oportunidade, a diretora-presidente da Fapeam, Márcia Perales Mendes Silva, destacou o trabalho coletivo realizado entre as instituições para lançamento do edital que traz novas perspectivas em relação à Amazônia.

“Sabemos que este é um programa iniciado pela Fiocruz que agora tem um recorte específico para nossa região. Isso é importante para favorecermos a rede colaborativa de pesquisadores e o fortalecimento da política de ciência, tecnologia e inovação. Estamos convidando pessoas para novas possibilidades e para que respostas sejam dadas para uma região rica, para fazer com que aquilo que é prioridade seja preservado, sobretudo, em relação àqueles que estão inseridos na floresta”, enfatizou.

O presidente da Fapero, Paulo Haddad, disse que a instituição ainda é nova, com oito anos de criação, com um desafio grande não somente de fixar doutores, mas ainda de desenvolvimento sob a ótica efetiva da sustentabilidade.

“O estado tem uma característica forte de Centro-Oeste e uma colonização ligada à pecuária extensiva, agricultura e à monocultura agrícola que se fortaleceu no estado trazendo números significativos. Temos o desafio de entender e transformar essas circunstâncias de desenvolvimento socioeconômico ligado aos desafios Amazônicos, onde temos a natureza, a necessidade extrema da água para produção, mas também a sua manutenção, conservação e preservação”, observou.

Para a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, o edital é um passo no sentido de estruturar um programa permanente e consistente para que a pesquisa na Amazônia seja um motor para o desenvolvimento econômico, social e ambiental, porque não há superação de crises sem as atividades de ciência, tecnologia e inovação, especialmente quando direcionada para os desafios da saúde.

“Na perspectiva da Fiocruz, a Amazônia de fato é um desafio do desenvolvimento científico, social, econômico, da autonomia e do bem-estar, não somente da região, mas do país, e em nível global. A Amazônia nos desafia há anos e só pode ser enfrentada com uma construção coletiva, tal como temos colocado. Nesse momento, dar um destaque para a necessária ação conjugada de redes na Amazônia é fundamental”, frisou.

O edital Inova Amazônia coloca em prática a integração de duas unidades do Norte do país, alcançando o restante do país, seguindo assim os preceitos do professor Samuel Isaac Bechimol, que, com propriedade interpretou e advogou pela efetiva integração da Amazônia ao restante do país, segundo comentou a diretora do ILMD/Fiocruz Amazônia, Adele Bezaken.

A chamada que faz parte do Programa Inova Fiocruz ficará disponível no endereçohttp://portal.fiocruz.br/programa-inova-fiocruz.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias