Terça, 25 de Janeiro de 2022
23°

Pancada de chuva

Itacoatiara - AM

Itacoatiara REEDUCANDOS

Em Itacoatiara, reeducandos do Trabalhando a Liberdade realizam serviços de revitalização no Batalhão da PMAM - Portal R5

Trabalho no local é mais uma oportunidade de ressocialização dos reeducandos no mercado de trabalho

13/01/2022 às 08h04
Por: Portal R5 Fonte: Agencia amazonas
Compartilhe:
FOTOS: Divulgação/Seap
FOTOS: Divulgação/Seap

O programa de ressocialização da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), Trabalhando a Liberdade, continua possibilitando que o detento desenvolva e coloque em prática as suas habilidades profissionais em diversas áreas durante o cumprimento da sua pena. É o caso da nova frente de trabalho que está sendo executada por internos da unidade Prisional de Itacoatiara (UPI), no 2º Batalhão da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), naquele município, distante 176 quilômetros de Manaus.

Desde o dia 5 de janeiro, seis internos estão trabalhando no local, situado na rua Benjamin Constant, bairro Santo Antônio. Eles executam serviços de pintura, roçagem e limpeza geral do ambiente. Além disso, todos passaram por cursos de capacitação como os de pintura predial e pedreiro, para atuarem nessas tarefas.

Essas atividades têm a finalidade de proporcionar melhorias no prédio e a ocupação dos apenados.

Segundo o secretário titular da pasta, coronel Paulo César Gomes, os serviços, além de beneficiar os reeducandos com a diminuição da pena, colaboram para promover o aperfeiçoamento de suas habilidades.

“Através deste programa, a secretaria está empenhada em ajudar a integrar os detentos à sociedade, visto que eles podem voltar a conviver com diferentes tipos de pessoas, que passam a vê-los não só como detentos, mas como cidadãos que estão fazendo a sua parte para a melhoria da sociedade”, ressaltou.

Para o diretor da UPI, Antônio Cordeiro, a atuação dos internos nessas frentes de trabalho é fundamental para eles reduzirem sua pena e trazerem um retorno positivo para a sociedade. “Os trabalhos permitem ofertar aos reeducandos muitos valores sociais e éticos como a responsabilidade e o comprometimento, além disso, é uma maneira de prepará-los para o mercado de trabalho”, disse.

O reeducando Lucas (nome fictício) disse que fica muito contente em colaborar com a sua mão de obra nesses serviços, visto que é essencial para o seu aprendizado e demonstra que ele não está esquecido dentro do sistema.

“Eu fico muito feliz em poder participar dessas atividades porque todos podem ter uma segunda chance, e quando eu terminar de cumprir a minha pena, terei como sustentar minha família e me inserir no mercado de trabalho”, contou.

Novos trabalhos

Unidade Prisional de Itacoatiara (UPI) - Umanizzare Brasil

Na próxima semana, novos detentos irão iniciar uma nova frente de trabalho na Escola Estadual Dep. João Valério de Oliveira, localizada na avenida Torquato Tapajós, 1.491, em Itacoatiara. No local, eles irão executar os serviços de pintura, roçagem, podagem e limpeza.

Ressocialização – Atualmente, 23 reeducandos integram o Trabalhando a Liberdade de Itacoatiara. O programa é uma alternativa de ressocialização que possibilita ao preso a redução de um dia de sua pena a cada três dias trabalhados, prevista na Lei de Execução Penal (LEP), Lei nº 7.210.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias